Esta bebendo demais? Quer parar?

Parar de Beber – Guia de Auto Ajuda

Por Neliana Buzi Figlie; Sandra Cristina Pillon e Ronaldo Laranjeira

O que está errado em consumir álcool?
Diferente de outras drogas como cigarro, cocaína, crack, maconha, etc, o álcool, se consumido moderadamente, não é prejudicial. Ele pode facilitar a circulação sanguinea, divertir, relaxar, descontrair, entre outras coisas.
A questão principal é o limite. Beber pode ser muito prazeiroso, mas beber muito, em horas ou situações inapropriadas, pode acarretar problemas como ressacas, acidentes de trabalho e trânsito, problemas de saúde , no relacionamento familiar, social e com você mesmo.

Quem são os bebedores de risco?
Se você bebe uma dose de vez em quando, ou seja , com uma frequência irregular e em baixas quantidades, os seus riscos são pequenos. Mas se você bebe quantidades maiores, com uma frequencia definida, os riscos aumentam no sentido do seu consumo causar problemas ou mesmo a dependência. O importante é você começar a analisar os seus hábitos alcoólicos para poder perceber se o seu consumo é moderado ou pesado.

Qual é o seu consumo ?
1- É importante saber o que seria uma unidade de álcool em cada dose que você consome, porque o que pode ser uma dose para você pode não ser uma dose efetivamente. Abaixo encontra-se uma tabela sobre o que seria considerada uma unidade de álcool em diferentes tipos de drinks:

1 copo de cerveja ou chopp
1/2 dose de pinga, whisky ou qualquer tipo de destilados
(pinga, vodka,gin,cognhac,etc)
1 copo típico de vinho
1 taça de champagnhe
1 cálice de licor ou vinho do porto

= 1 UNIDADE/1 DOSE

OBSERVAÇÕES: Uma garrafa de pinga ou whisky contem aproximadamente 34 unidades. Uma cerveja grande contem 4 unidades.

2- Concentração X Unidades
Existem cervejas que têm uma concentração de álcool maior, como por exemplo as cervejas maltadas se comparadas com as cervejas comuns. O mesmo acontece para alguns tipos de vinhos. No rótulo das bebidas você encontra a concentração alcoolica, ou pelo menos deveria encontrar . No geral, as concentrações são :

  Cerveja = 5 a 7 %
  Vinhos = 10 a 12%
  Licores e vinhos fortificados = 16%
  Destilados = 40 a 50%

CONCLUSÃO: O fator de análise é a quantidade consumida de álcool, que irá variar conforme a concentração alcoólica e não a quantidade de líquido propriamente dita. Basta comparar um copo de chopp com meia dose de cachaça. A quantidade de líquido é bem diferente, mas a quantidade de álcool é a mesma.

3- Você realmente sabe o que é beber muito ?
Não tente adivinhar e não fique surpreso se o que você pensa estiver errado.
Levando em conta o que seria uma unidade de álcool, preencha diariamente a tabela abaixo durante uma semana, escrevendo o número de doses ou unidades de álcool consumidas durante todo o dia. Não pense só na noite. Durante o dia , subtenda o períoda da manhã , tarde e noite.
Não trapaceie! Você não precisa mostrar esta tabela para ninguém. Faça para você mesmo . Conte quantas unidades foram consumidas num dia típico, para depois obter seu total semanal. É importante saber com quem , quando e onde você bebeu, pois se você pretende diminuir ou controlar seu hábito, estas informações serão importantes no sentido de evitar certos locais ou companias que por vezes podem estimular ou aumentar seu consumo.

Dias da semana

Tipo de bebida

Onde e com quem bebeu ?

Unidades

Total Diário

Segunda-feira        
Terça-feira        
Quarta-feira        
Quinta-feira        
Sexta-feira        
Sábado        
Domingo        

TOTAL SEMANAL =
________________

PERIGO: As doses em casa costumam ser mais generosas do que as doses do bar. Mesmo em alguns bares , o famoso “chorinho” pode significar uma segunda dose . Perceba realmente quantas doses estão sendo consumidas em um único copo.

Qual é o limite para o consumo abusivo ?

Homens Mulheres
Acima de 21 unidades
(média de 2 à 3 doses por dia)
Acima de 14 unidades
(média de 2 doses por dia)

Muitas pessoas pensam que beber apenas uma vez por semana não é fator de risco. Trata-se de um engano, pois se nesta única vez os níveis acima forem atingidos, existe a propabilidade de risco no consumo. Sempre que a pessoa ficar alcoolizada podemos falar que ela bebeu demais, por isto nos limites da tabela acima o máximo que os homens poderiam beber num dia seria 3 unidades e as mulheres 2 unidades.
Você pode estar pensando que algumas pessoas do seu conhecimento tem este nível de consumo e não desenvolveram sintomas, mas isto não isenta o fator de risco. Muitas vezes as complicações relacionadas ao consumo de álcool não aparecem imediatamente, mas demoram meses ou anos para ficarem óbvias para todos. Abaixo , encontram-se as consequências de um beber de risco que podem se desenvolver a médio ou longo prazo, maiores detalhes serão dados num próximo capítulo:

CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS:
Baixa concentração
  Dificuldades no sono
  Depressão Ansiedade / Stress
  Dificuldades de argumentação no ambiente familiar
  Dificuldades de desempenho no trabalho/escola
  Abandono de amigos e atividades sociais
  Problemas legais (brigas,acidentes…)
   


CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS : Baixa energia para desempenhar atividades
  Queda de peso
  Dificuldades na coordenação motora
  Pressão arterial alta
  Impotência Sexual
  Vômitos/náuseas
  Gastrites/diárreias
  Doenças hepáticas
  Maior incidência de fraturas /ferimentos

Por que o número de unidades é diferente para as mulheres ?
As mulheres sofrem mais os riscos dos efeitos do álcool no organismo , quando comparadas aos homens. Uma das razões para esta diferença é a concentração de água no organismo. Os homens possuem 55 à 65% do seu peso composto por água, enquanto que nas mulheres esta concentração cai de 45 à 55%.
O álcool é distribuído pelo corpo através dos fluidos sanguineos. Se a concentração de líquidos nos homens é maior, logo o álcool torna-se mais diluído , amenizando os respectivos efeitos.

Consumo em mulheres grávidas ou em fase de amamentação
A gestante ao ingerir álcool, tem um bebê que também estará ingerindo álcool. Isso ocorre porque o álcool através da corrente sanguinea, atravessa a placenta e atinge o bebê.
O ideal no período de gestação é evitar o consumo, mesmo que ocasionalmente. Se o seu limite é 1 à 2 doses semanais, o risco do bebê sofrer algum dano físico é pequeno, mas com a abstinência , os riscos inexistem.
A recomendação é a mesma para quem está em fase de amamentação, pois o álcool é transmitido para o bebê através do leite materno.

Qual é o dano físico que o álcool pode causar ao bebê ?
A Síndrome Fetal Alcoólica , sendo que mesmo em menor dosagem , pode ocasionar a síndrome de forma incompleta. Os sintomas típicos são :

  • Baixo peso
  • Malformações na estrutura facial
  • Malformação dos pés e mãos èProblemas de comportamento e aprendizagem
  • Retardo mental leve ou moderado

A intensidade e variedade destes sintomas dependem da quantidade e frequência de ingestão alcoólica, associadas com deficiências nutricionais, entre outros fatores.

O que acontece quando você bebe ?
O álcool é absorvido rapidamente na corrente sanguinea, sendo que a maior parte é metabolizada no fígado e o restante depositado no suor ou urina.
A reação de cada organismo frente a um determinado número de doses é diferente porque sofre a influência de vários fatores, dentre eles :

  • Quantidade consumida
  • Situação alimentar no momento da ingestão
  • Idade
  • Peso e altura
  • Sexo
  • Padrão anterior de uso
  • Uso associado a outras drogas

No geral pensa-se que o álcool é um estimulante, pois é comum as pessoas dizerem que bebem para desinibir-se, para ficarem alegres e/ou para falarem mais. É importante esclarecer que o álcool é um depressor do Sistema Nervoso Central, afetando o julgamento, o nível de consciência, o auto-controle e coordenação motora.
A cada dose consumida, ocorre um aumento de concentração de álcool no sangue onde uma unidade alcoólica gera uma hora de efeitos físicos no organismo. Observe o gráfico abaixo:

DOSES X TEMPO DE METABOLIZAÇÃO DO ORGANISMO

PENSE : Uma pessoa que consumiu 4 chopps (equivalente a 4 doses/ou unidades alcoólicas) terá um efeito físico do álcool em seu organismo por um período de 4 horas. No início estes efeitos são leves até atingirem um pico , para posteriormente atenuarem-se. Porém a desintoxicação, só ocorrerá após 4 horas.

É possível reverter a ressaca ?

De acordo com o gráfico acima podemos dizer que o organismo livra-se de uma unidade de álcool a cada hora. Infelizmente, esta taxa do organismo é fixa e nada que possamos fazer possa alterar isto. Portanto quando alguém está com ressaca nada que possamos fazer vai melhorar (banhos frios, exercícios, café forte, etc). Na melhor da hipóteses teremos alguém alcoolizado, mas um pouco mais acordado.

Beber e Dirigir
O limite legal permitido para dirigir qualquer tipo de veículo de transporte é de 80 miligramas de álcool em 10 mililitros de sangue. Provavelmente você deseja uma tradução da quantidade acima em número de doses, mas isto é praticamente impossível porque depende do sexo, idade quantidade consumida e a situação alimentar na hora da ingesta. Comumente utiliza-se o limite de 3 doses, porém o método mais fidedigno para medição é feito através do bafometro. Contudo é importante ter a noção de que 1 ou 2 doses afetam a habilidade motora para dirigir, sendo o consumo alcoólico abusivo uma das maiores causas de acidentes no trânsito.

DICAS PARA QUEM BEBE E DIRIGE

  1.  
    1. Se você bebeu muito em uma noite, talvez seja melhor esperar para voltar a dirigir pela manhã. Pegue um táxi ou peça para um amigo dirigir para você.
    2. Se você consumiu 1 ou 2 doses no almoço e 1 ou 2 doses após o trabalho, você já está acima do limite legal. Em outros países dirigir com este nível de consumo pode gerar detenção.

UM PADRÃO DE BEBER SENSATO:

  • Não afeta sua saúde
  • Não afeta suas ocupações diárias
  • Não afeta sua segurança
  • Não afeta a segurança de outras pessoas

BOAS NOTÍCIAS : Se você é um bebedor pesado e pretende voltar a ser um bebedor social ou abstêmio , saiba que:

  • Você terá maior cuidado com você mesmo
  • Diminuirão os problemas sociais, de trabalho e familiares
  • As críticas sobre seu consumo alcoólico tendem a serem amenizadas e com o passar do tempo, desaparecerão
  • Menor probabilidade de envolvimento em acidentes e brigas
  • Adeus : RESSACAS !

Aqui vão sugestões para a modificação do seu beber :

1 – Lembre-se da Tabela de Auto-Monitoramento – pág —-. Depois de preenchida, responda :a) O seu total semanal ultrapassou 21doses (homens) ou 14 doses (mulheres) ?
b) Quais os locais em que você você bebe mais ?
c) Existe alguém em especial que o acompanha ?
d) Quais os dias e horários da semana em que você bebe mais ?

Com estas respostas, tente remanejar sua vida:

  • substituindo lugares
  • procurando estar com outras companhias ou evitar estar sozinho, se você bebe só
  • fazendo outras atividades, seja de lazer, profissional ou social principalmente nos dias e horários que você bebe mais

2 – Se você beber :

  • Dilua a bebida ao invés de bebe-la pura
  • Beba pausadamente (bebericando), evitando o famoso” consumo de um só gole’
  • Alterne bebidas alcoólicas com não alcoólicas
  • Procure alimentar-se durante a ingestão alcoólica
  • Evite beber diariamente

3 – Ao sentir um forte desejo :

  • Procure ir a outro lugar nem que seja por um curto espaço de tempo
  • Evite inicialmente situações em que a bebida esteja ao seu alcance facilmente, como por exemplo festas, bares, shows e reuniões
  • Solicite o auxílio de uma pessoa que saiba das suas dificuldades. Deixe ela ser seu “breque”pelo menos por um tempo.
  • Fale para você mesmo : “Eu controlo minha vida” . Não deixe que a bebida controle sua vida.

4 -O desejo de beber não é sinal de que você é um alcoolatra inveterado. O desejo sempre vai existir. Por exemplo: imagine seu prato predileto de comida sendo que você recebe uma recomendação médica para não comê-lo até o fim de seus dias. Você pode obedecer a recomendação, mas isto não o isentará de sentir desejo quando ver alguém comendo. O que acontece neste exemplo é o controle do desejo e o mesmo acontece com o álcool.

5 – Evite utilizar bebidas alcoólicas para resolver seus problemas. Na realidade você apenas foge dos problemas quando “enche a cara” , podendo até mesmo acumular mais problemas ocasionados pela intoxicação e perda de julgamento, que podem levar a atos inpensados.

6 – Lembre-se que o beber não faz você ficar potente, forte, bonito, rico, extrovertido … Quando você se alcooliza, não está sendo você mesmo. Aceite-se ! Se você não consegue aceitar-se a si mesmo, procure ajuda !

Determine Ações :

  • Encorage amigos e familiares a ajudá-lo
  • Escolha um dia específico para iniciar sua abstenção ou modificação do consumo
  • Reduza o tempo de convívio com bebedores pesados
  • Procure engajar-se em atividades alternativas durante o período do dia em que você normalmente estaria bebendo ou quando você se sente depressivo ou stressado.
    SUGESTÕES: visitas a familiares ou amigos, assistir TV, vídeo, leitura, cinema, caminhadas, atividades esportivas, entre outras. O importante é conseguir detectar o que lhe dá prazer, sem que esta atividade esteja vinculada ao consumo, e substituir.

Avalie seus progressos

PERGUNTAS ?

   

RESPOSTAS !

Você está atingindo suas metas ?  

Procure quantificar semanalmente o número de doses consumidas e depois compare com os números obtidos nas semanas anteriores

Vou sempre evitar situações de uso  

De início o desejo é intenso. como bares,festas,shows,reuniões …? Com o passar do tempo,mudança de comportamento e ao perceber as consequências positivas da abstinência, você mesmo se sentirá mais seguro para enfrentar estas situações

O que fazer quando estou perdendo a motivação para atingir abstinência ?  

Lembre-se das principais razões que o levaram a optar pela abstinência.

Eu preciso de ajuda ?

 

Se você se sente desta forma,provavelmente a resposta é sim. A ajuda pode ser um tratamento médico, psicológico, internação ou a própria família, amigos , religião, entre outros.

Só você pode mudar a sua vida ! Família, tratamento , amigos, entre outros ajudam, mas a decisão final cabe a você. Se você quiser , pode conseguir !

Anúncios

29 comentários

  1. oi eu bebo pelo menos tres vezes por semana muito 30 40 latas de cerveja nao estou mais aguentando mais a vontade nao passa so nao bebo nos dia que estou de ressaca e bebo sempre na compania do meu marido eu sou cardiaca a6 anos e ele tem um tumor na cabeça a2 anos por favor ajude nos pois estou com 39 anos e ele 38 tenho 3 filhas e 4 netos e sinto que eles se envergonham comigo e o pai delas

    Curtir

  2. oi eu bebo pelo menos tres vezes por semana muito 30 40 latas de cerveja nao estou mais aguentando mais a vontade nao passa so nao bebo nos dia que estou de ressaca e bebo sempre na compania do meu marido eu sou cardiaca a6 anos e ele tem um tumor na cabeça a2 anos por favor ajude nos

    Curtir

  3. E sempre confortante saber que existem pessoas na mesma luta que eu, que não estou sozinha. Não bebo diariamente mas ultimamente quando bebo em alguma reunião de familia, nem lembro como paro pois tenho o famoso apagão. Sofro muito. Tenho depressão e tomo remédios. E desesperador. Tenho 43 anos e varias vezes já tentei parar. So tomo cerveja e vinho, mas geralmente os porres são de cerveja. Mas nao podemos desistr de lutar e fazer uma exixtencia commais paz de espirito pois bebida é um tormento.

    Curtir

  4. Comecei a beber desde muito novo ( 11 ou 12 anos) bebia quase que diariamente, porém não tinha dinheiro e não bebia tanto. Bebia , parava por um tempo, voltava a beber e assim ia levando a vida. Com 28 anos me casei e fiquei cerca de 05 anos sem beber, infelizmente deixei a bebida retornar a minha vida, hoje bebo praticamente todos os dias ( cervejas) ao termino do expediente e muito nos fins de semana, já acordo pensando na bebida, tudo está relacionado a ela , uma partida de futebol, o shopping, o bar, os amigos etc.. tudo o que faço tem um copo de cerveja na mão , estou ficando rotulando como beberrão , estou dando péssimo exemplo ao meu filho que tem 06 anos, não sei o que fazer. Segunda-feira é o unico dia que não bebo, como a coisa é progressiva , a cerca de 06 anos atrás era só sexta e sabado, depois passou a ser quarta ( tem futebol) sexta e sabados, depois quarta , quinta , sexta e sabado.. depois terça a domingo. Só me restou a segunda de abstinência. PRECISO PARAR URGENTE OU VOU TER PROBLEMAS . TENHO 39 ANOS

    Curtir

  5. Tenho hábito de beber desde os 15anos. Meio de se enturmar, fazer amigos, sair. Sempre arrumando motivos para beber. Estou preocupado com minha saúde. Não quero chegar a ter um problema sério no futuro. Vou fazer 40 anos. Sou muito tenso e fechado. Já passei períodos sem beber: de dois a três meses, mas não consigo beber de forma equilibrada. Preciso encontrar força novamente para me afastar do álcool, mas de vez. Acho que já consumi minha cota. Parei de fumar, agora chegou a vez da bebida. Preciso fazer com que isso não seja um martírio. Que eu possa me sentir bem sem necessidade do álcool. Que Deus fortaleça a mim e a vocês.

    Curtir

  6. Eu estou comecando a ver que tenho problema, sinto vomtade de beber todo dia e essa vontade só cresce .. minha familia só tem chorado pois estão vendo meu desespero … nao sei mais o que fazer, tenho apenas 31 anos e um filho de 7 anos, e sei que todos estão sofrendo, meu marido nem imagina, eu escondo bebida pela casa para que ninguém veja, me sinto só desamparada e a cada dia mais gorda … preciso de ajuda

    Curtir

  7. Eu agora estou determinado a parar de beber, pois a bebida esta começando a me fazer muito mal, no outro dia fico com ansia de vomito o dia todo, me peito esta começando a doer com sensacao de morte, comecei a beber com 15 anos hoje tenho 47 anos ou seja mais de 32 anos, bebo todos os dias de 4 a 5 cerveja grandes por dia, desde domingo nao bebo hoje terca-feira, peco a todos que rezem por mim para conseguir, obrigado a todos e a Deus.

    Curtir

  8. Bebo quase todos os dias, no outro dia sinto um remorso um arrependimento, peço a Deus que me tire esse vício, choro, mas quando passa a ressaca estou eu novamente, só bebo cerveja, fico bêbada e meus filhos se envergonham de mim, ainda bem que só bebo em casa…esta bebedeira está me atrapalhando estou pedindo socorro, já tentei 03 vezez com tratamentos com médicos, mas sem sucesso, me ajudem.Abraços

    Curtir

  9. Bebo todos os finais de semana ,o problema e que depois que dou o primeiro gole so paro quando tiver apagando no outro dia nao lembro de nada esqueço ate o começo quando estava São ,minha esposa taa bem triste comigo falei brincando que tinha AIDS acho q a vizinha ouviu e pensou q era verdade nao sei que graça vi nisso pois nem lembro de ter dito agora to morrendo de vergonha e causei constrangimento a minha esposa botei na cabeça q vou me controlar mais mas tenho medo porque ja tentei outras vezes e depois q passa a ressaca faço tudo de novo

    Curtir

  10. Eu tinha um ótimo emprego onde era respeitado, ganhava super bem e perdi tudo pela bebida…procurei ajuda (CAPS) e fiquei 3 anos sem beber. Consegui emprego em uma multinacional, comecei a me levantar novamente, mas infelizmente o vício me venceu. Estou desde domingo sem comer, apenas bebendo… perdi o emprego novamente, até minha família desistiu de mim. Não sei mais o que fazer: desempregado, com dívidas, tenho 47 anos e perdi tudo principalmente a auto estima. Peçam a Deus por mim…

    Curtir

  11. Hoje foi meu primeiro dia sem alcool. Desde que encontrei este site, declarei guerra a esse monstro. Estou tendo apoio dos meus filhos e da mãe deles. Estou muito feliz, mesmo sabendo que há muito à ser feito. Evitar o primeiro gole até o fim da vida. De qualquer forma este site me deu o impulso que eu precisava.OBRIGADO.

    Curtir

  12. Começei a beber aos 14 anos. A medida que o tempo foi passando, as doses foram aumentando e passei a beber todos os dias, pesadamente. Faço planos para pararde beber, mas a compulção acaba me vencendo. Perdi 2 casamentos por causa do consumo do alcool, que parece uma coisa cotidiana, assim como escovar os dentes. Preciso de ajuda. A solidão e a dificuldade de fazer amigos piora o problema. Vivo sózinho e me afogando em um mar de alcool.

    Curtir

  13. Tenho 23 anos…comecei a beber depois de uma desilusão amorosa que me marcou muito.Bebia para esquecer, para suportar a tristeza profunda que sentia e assim o tempo foi passando. Gostei da sensação, conseguia me desligar dos problemas, enfrentar com mais facilidade as diversas situações, então comecei a beber por curtição…agora sinto que isso se tornou um hábito, as pequenas doses não fazem mais efeito por isso tenho bebido mais e mais.As pessoas à minha volta não perceberam ainda, não bebo a ponto de ficar bêbada, perder a noção ou ficar agressiva, sempre passo perfume, escovo os dentes e uso um chiclete para ninguém sentir o cheiro. Mesmo isso sendo um segredo, me preocupo com minha saúde, meu pai faleceu há 5 anos devido ao excesso de bebida alcóolica, ele teve um câncer no estômago e minha prima também faleceu de câncer no estômago também pelo abuso de bebida.Já desenvolvi uma gastrite leve há cerca de um ano e sinto que está piorando.Ainda hoje já bebi, mas depois de parar e pensar bem senti necessidade de parar. Tomo uma garrafa de uísque por semana, além do gasto absurdo tenho me sentido mal depois de beber, enjôo, náuseas, perda de apetite.Joguei a garrafa desta semana fora e vou começar hoje a lutar contra isso. Adorei este site e desejo a todos uma boa sorte nessa luta, é possível vencer!!!!

    Curtir

    • oi eu bebo qdo tenho medo de ter crises de panico, o alcool começou como um brinde a vida nova por eu nao ter mais crises, depois comecei a beber para deprimir o sistema nervoso e me sentir relaxada, mais agora afetou meu intestino e estomago, vomito muito as crises voltaram pelo menos uma ou duas por mes, misturo o alcool com dorflex pq sempre minha cabeçs doi, porem vou frequentar a academia e cuidar melhor da alimenytaçao e tentar diminuir a qtd boa noite

      Curtir

  14. Tenho 37 anos e fui morar com meu, hoje, marido há 3 anos, após esse período, me vendo longe dos meus familiares comecei a beber algumas doses quase todos os dias. Ao me mudar pra um local um pouco mais distante da minha família e trabalhando no escritorio em frente de casa, me senti presa e sem motivação. Não saio de casa, só pra ir ao mercado e nessas idas sempre compro alguma “bebidinha”. Há dois anos bebo com frequência quase todos os dias, com a desculpa de que não tenho nada pra fazer. Arrumo a casa bebendo, faço minhas unhas bebendo, passo e lavo roupas bebendo e como meu marido trabalha a noite fico sozinha e bebo também e assim por diante. Ontem tomei uma garrafa de vinho, daqueles bem vagabundos sabe? Isso me incomodou. Engordei quase 30 Kilos devido à essas mudanças na minha vida, mas ontem a noite deitei a cabeça no travesseiro e pedi a Deus que tirasse esse mal de mim. Já liguei pra academia, vou voltar a fazer exercícios físicos e uma dieta saudável. Eu quero, e preciso mudar pelo meu filho, pois não posso decepcionar ou mesmo futuramente envergonhar a pessoa a quem mais amo nesse mundo. Adorei as dicas!! Andrea Aiello

    Curtir

    • Me identifiquei muito com um comentário sobre realizar as coisas cotidianas bebendo. Faço isso regularmente!!!Gosto muito de beber cerveja, aliás só bebo cerveja, me dá muita satisfação e ânimo para realizar as coisas da casa e também me desligar um pouco dos problemas do meu trabalho, vejo que utilizo a cerveja como muleta….Bebo praticamente todos os dias, uma quantidade equivalente a 3 garrafas de cerveja, mas nos fins de semana bebo muito, passo a tarde e até a noite bebendo, as vezes sozinha, porque gosto!!!Quero muito diminuir!!!!me incomoda bastante o fato de não conseguir dominar a vontade, o primeiro gole. Espero que participando mais, compartilhando minhas experências com pessoas que possuem o mesmo problema, possa fazer diferença na minha escolha.

      Curtir

  15. Caro amigo, escreva em um papel que vc não irá beber hoje. Coloque no bolso. Periodicamente enfie a mão no bolso e vc se lembrará da frase. Ao dormir e acordar medite com os olhos fechados que vc não irá beber. Estarei meditando para vc amigo mesmo não sabendo quem és, pois isto não importa. Qdo vc sentir que voltou a dominar este vício , que é muito comum e eu já passei por isso, escreva novamente. Abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s