Depoimentos

Este espaço é seu, envie o seu depoimento, você não esta só neste universo do TP, compartilhe o seu momento com as outras pessoas, nesta pagina você vê que outros também tem e sabem oque você tem passado ou já passou, e muitos não podem falar sobre o assunto com seu familiares, pois as vezes eles não entendem, então compartilhe conosco.

Agradeço a todos que nos tem enviado o seu comentário e ou questionamento, por ser um espaço publico, todos entram e deixam o seu depoimento livremente, mas tenho notado que algumas pessoasusam deste espaço para postar coisas ofensivas ao proposito do blog, e até para prejudicar o acesso de outras pessoas.

 

Tenham um pouco de paciência, pois estou fazendo uma varredura e limpeza nele, e também logo farei algumas outras mudança.

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)-TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL-ANALISTA DO SEGURO SOCIAL - SERVIÇO SOCIAL-Nivel Medio - Salario: R$ 4.886,87
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL
ANALISTA DO SEGURO SOCIAL – SERVIÇO SOCIAL
Nivel Medio – Salario: R$ 4.886,87

13.788 comentários

  1. Olá me chamo sabryne tenho 30 anos fui diagnosticada de tag e SP a 3 anos, quando começou as crises era horrível achava todos os dias que eu ia morrer, consegui me curar na época sozinha sem remédio e fiquei dois anos sem sentir nada.
    Só que agora faz dois meses que voltou, começou com palpitações sensação que o Coração dava umas paradinhas hora parecia que ele tava fraco, hora parecia que tava acelerado demais disparado hora ele dava tipo umas batida forte como se tivesse dando umas falhas e fora falta de ar sensação de que vou enlouquecer o medo terrível de morrer ou de que ia infarta ainda não tomo remédio, mais estou participando de um grupo no Watts chamado todos contra a SP que tem me ajudado muito.

    Curtida

  2. Galera sou auxiliar e enfermagem e tenho pânico. Tomo rivotrol e estou fazendo desmame. Estou criando um grupo no whatsapp para que possamos nos Ajudar. Os sintomas são horríveis e quase morri. Foi derrepente! Estava no melhor momentos vida, trabalho em um grande hospital, tinha acabado de comprar um apto e derrepente o coração disparou na minha folga. Pressão foi pra 23×14, pulso 190 bem, boca seca e corpo gelado. Achei queira morrer. Fiquei afastado no Inss e depois tive várias crises de pânico. Até que um médico me passou clonazepan 0,5 MG me senti ótimo, mas hoje estou fazendo o desmame do remédio, mas com muita dificuldade pois vicia e secou parar derrepente ocorre efeito rebote.kkkk. Vivo em páginas em branco. Vamos criar um grupo no whatsapp me adicionem que eu monto pra que possamos nos ajudarcateaves de idéias e informações. Whatsapp 11 961163774

    Curtida

  3. Ola meu nome e gabriel e sou de uberlandia tive TP por 3 anos e hj me considero 100 porcento curado mais isso contei com ajuda de psiquiatra e do medico dos medicos que e o senhor Jesus. Acredito que tudo passa mais no tempo de Deus e nao no nosso se temos ou tivemos esse trantorno e porque Deus sabe que podemos suportar entao o que tenho a dizer e que confie nos medicos terapeutas e o principal creia nesse Deus maravilhoso! 034 996408757

    Curtida

  4. Bom dia!

    Explicação de alguns sintomas.

    “Sensação de sufocamento e falta de ar:

    Essa sensação está entre os sintomas de ansiedade mais angustiantes. Você sente como se o seu peito não conseguisse se expandir para acomodar o ar que o corpo precisa, outras vezes sente como se alguém estivesse empurrando uma almofada no seu rosto. Não se preocupe. É apenas uma sensação causada por impulsos nervosos exagerados. Esses sintomas não vão prejudicá-lo, você não vai parar de respirar, desmaiar ou sufocar.

    Coração acelerado, batimento cardíaco lento, palpitações:

    A ansiedade libera adrenalina na corrente sanguínea, fazendo o coração disparar e você sente como se estivessem faltando batimentos (palpitações). É algo perfeitamente natural. Não irá prejudicá-lo de forma alguma. Um batimento cardíaco lento é também uma característica comum de ansiedade, mas não significa que o seu coração parará de bater, embora se sinta estranho e alarmado, se já fez exames e deu tudo normal, não dê importância, pois a sensação ruim irá embora.

    Nó na garganta e dificuldade para engolir

    Por vezes parece que você não consegue engolir nada. A sensação é causada pelos músculos na contração da garganta devido à ansiedade ou stress. É totalmente inofensivo e não irá fazer você parar de respirar, comer ou beber, é apenas muito desagradável.

    Medo de morrer ou perder o controle:

    Tenha certeza de que você não está enlouquecendo. Enlouquecer não é um ato consciente. Aqueles que sofrem de doenças mentais graves não têm conhecimento. Você não está enlouquecendo. São apenas mensagens nervosas que são enviadas para o cérebro através dos nervos cansados.

    Dor no Peito Causadas por tensão muscular.

    As dores no peito podem fazer você se sentir com muito medo. A primeira reação de qualquer pessoa com ansiedade que tenha dores no peito é que elas estão morrendo de um ataque cardíaco. Isso não é verdade, pois a dor no coração é muito diferente. A respiração profunda e o relaxamento são uma maneira muito eficaz de diminuir esses sintomas desagradáveis.

    Branqueamento da pele:

    Como o sangue é desviado para os músculos durante quando sentimos medo, os vasos sanguíneos da pele que lhe dão a cor rosa, recebem redução do fluxo sanguíneo e a pele perde alguma cor nos deixando pálidos. Não é algo perigoso e irá voltar ao normal quando o corpo começar a se normalizar. Algumas pessoas com ansiedade generalizada podem parecer um pouco pálidas na maioria das vezes, porém, isso é muito normal.

    Sudorese:

    A sudorese é uma reação normal do corpo e é projetada para reduzir a temperatura. Como o corpo aquece, o suor é liberado através de glândulas sudoríferas. Como o suor evapora, leva com ele o calor, resfriando o corpo. Durante os períodos de ansiedade o corpo libera o suor para esfriar. .

    Agitação ou tremores (visível ou internamente)

    Nós todos trememos quando estamos nervosos ou com frio. A agitação é uma reação normal ao medo . Ocorre quando os músculos espasmodicamente estão em contato criando atrito entre eles e outros tecidos do corpo. Esse atrito gera calor, que aumenta a temperatura corporal. Durante a ansiedade é normal experimentar agitação ou tremores.

    Visão distorcida :,

    o medo libera adrenalina, a liberação de adrenalina faz muitas mudanças físicas. Durante a resposta da ansiedade, o corpo prepara os olhos para detectar quaisquer movimentos leves, e faz isso dilatando as pupilas, permitindo assim maior entrada de luz. É por isso que as pessoas ansiosas ficam mais sensíveis à luz intensa e muitas vezes usam óculos escuros para minimizar o cansaço visual que provoca.

    Dor no pescoço e ombros além de dormência na face ou na cabeça:

    São os vasos sanguíneos e nervos que abastecem o rosto e a cabeça. Muitos desses nervos e vasos sanguíneos são encaminhados através da cabeça para o rosto. Quando o corpo está sob stress, essas áreas do corpo são geralmente as primeiras a ficarem tensas. Uma dormência na região facial pode ser muito perturbadora, mas geralmente não é nada para se preocupar. É geralmente o resultado dessa tensão.

    Dores de cabeça e sensação de ter uma faixa apertada em volta da cabeça:

    Como discutido anteriormente, a tensão no pescoço e nos ombros pode causar imensos desconfortos como enxaquecas e dormência. A sensação de ter uma faixa apertada em torno de sua cabeça é causada pela tensão muscular na bainha dos músculos que cobrem a cabeça. Vasos sanguíneos e nervos restritos dentro desse tecido podem causar sintomas, incluindo dor nos olhos, face e dentes.

    Dor nos olhos:

    A redução de lubrificação nos olhos acontece quando os fluidos corporais são desviados para outra parte do corpo durante a ansiedade e faz com que os olhos sintam dor.

    Fraqueza nos braços e formigueiro nas mãos ou pés:

    A resposta do corpo ao medo é uma reação intensa e faz com que muitos sistemas do corpo reajam. A circulação do oxigênio do sangue e do dióxido de carbono faz alterar os níveis de tensão muscular. Todas essas mudanças corporais têm um efeito profundo nas sensações corporais, (braços, mãos, pernas ou nos pés). Aumento da sensibilidade à luz, som, tato e olfato. Tudo isso é assustador, mas é apenas temporário.

    Despersonalização::

    .A despersonalização é a sensação de que você e tudo ao seu redor não está real, como se estivesse vendo tudo através de uma névoa, sonho ou algum tipo de filtro. Foi notado que as pessoas experimentam despersonalização durante, depois ou antes do pânico.

    Boca seca:

    Conforme os fluidos são desviadas para uso em outras partes do corpo durante a ansiedade, a boca fica seca. Beba água.”

    Paz e Luz!

    Curtida

  5. Olá amigos. Meu nome é Cláudio e já tenho postado algumas coisinhas nesse blog. Como já disse, tenho pânico há mais de seis anos e meio. Ouvi muitos relatos, já li muito e durante essas observações, tenho notado alguns fatos que gostaria de dividir com vocês e pedir que reflitam e tirem também suas conclusões. Tenho visto inúmeros depoimentos de portadores do transtorno do pânico que dizem: “estou curado” e complementam: ” mas ainda tomo remédiios”. Pergunto: “que raios de cura e essa?” Para mim cura é aquela que você se livra de tudo.
    O nosso problema é ficamos bitolado a depender de algo.
    Os entendidos dizem que um das caudas dos nossos distúrbios, está relacionado a dependências emocionais. Para equilibraremos isso, procuramos o psiquiatra, que nos prescreve o remédio e muitas das vezes nos sugerem o auxílio de um terapeuta.
    Muito raramente conseguimos nos livrarmos do distúrbio psicólogico. Pior, nessa fase já estaremos com a dependência emocional que originou tudo, com a dependência do psiquiatra, do remédio e do psicólogo. Sem que o nosso problema receba a solução.
    Nessa fase já não fazemos nada sozinhos. Tornamo-nos escravos de pessoas (psiquiatras e psicólogos) as quais se quer nos conhece direito. Entregamos nossa vidas a eles.
    Ficamos numa servidão sem fim. Eterna. E quando nos damos conta, os anos passaram sem que nosso problema tenha sido resolvido.
    Nesse momento estamos piores do que antes. Já perdemos o sentido da vida. Tornamo- nos robôs. Já não mandamos em nós mesmos. Nos tornamos em teleguiados. Controlados por médicos, terapeutas e remédios.
    Posso estar enganado. Mas não conheço uma pessoa que diga assim: “tive um problema psicológico e hoje estou 100% curado.” Não uso nenhum remédio e não vou mais a psiquiatras e psicólogos. ”
    Pergunto: “É isso que queremos pra nós?”
    Sabemos muito bem que não se há notícia comprovada alguém tenha morrido em consequência desses transtornos.
    Talvez fosse a hora de buscarmos outras alternativas. Abrirmos a mente para outros entendimentos, outros conhecimentos.
    Até quando vamos ficar atrelados a médicos, psiquiatras, terapeutas e remédios?
    Acredito que essa doença veio para que mudemos entendimentos, quebremos preconceitos. Já pensaram nisso?
    Já dizia o célebre cientista francês: “existem mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia”.
    Essa é a doença do século 21. E para encará-la temos que fazê-lo quebrando barreiras, termos a mente aberta para o novo, o inusitado.
    Afinal. Maior cego é aquele que não quer ver
    Essa doença tem origem na alma. Por isso não adianta ficar tratando só do corpo. Os remédios atingirão só a superfície. Nunca chegarão a origem que é a alma. Prova disso são as milhares de pessoas que reclamam recaídas apesar de seguirem a risca os tratamentos tidos como convencionais.
    Pensem e tirem suas conclusões. Eu já tenho a minha.
    Paz e Luz

    Curtida

  6. A dois anos sinto dores no peito ja passei duas vezes no cardiologista e fis todos exames deu tudo normal mas as dores continuam as vezes sinto dores no.maxilar mas costas no.ouvido no braço no estomago e as dores só almentam. Tomei pondera por três meses me senti melhor mas os sintomas voltaram todos outra vez. Não aguento mais isso me ajudem por favor.

    Curtida

  7. Oi gente! Estou pensando tanta coisa ruim… Acho que vou morrer! Faziam 3 anos que eu tinha conseguido controlar, mais agora voltou com muita força e não sei o que fazer! Não sei se é transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, medo… Sei lá! Estou com dormencia e formigamento nos braços e pernas, vai até na mãos e pés… Sinto pontadas, tipo uns choques, ardencia na pele, dor de cabeça em alguns momentos, dores musculares… Eu não sei mais o que fazer :'(

    Curtida

    • Oi Ana, eu passo por problemas semelhantes. Há dois meses atrás comecei a ter formigamentos no corpo todo, depois vieram as sensações de queimação nos braços e pernas e dores musculares nas costas. Fiz vários exames e sempre dava tudo normal. Fiquei desesperada achando que estava com alguma doença grave e essa aflição diária fez com que meu quadro evoluísse, comecei a ter taquicardia, dores no peito, tonturas, pequenos choques e sensação de que várias agulhas eram espetadas nos meus pés. Acabei procurando a psiquiatria, que me diagnosticou com uma crise aguda de ansiedade generalizada e me receitou o frontal por 15 dias e o cloridrato de sertralina. Depois de um mês tomando o remédio, aliado a fitoterápicos, acupuntura, terapia e exercícios físicos estou melhorando bastante. Há dias em que tenho sintomas mais chatinhos, como os formigamentos e queimações nos membros, mas estão muito melhores do que antes. Tem que ter fé, o tratamento é longo mas traz resultados. Eu sei que é uma doença muito ruim, que nos deixa totalmente perdidos, como se tivéssemos levado um tapa na cara, mas tudo tem uma razão de ser, pense no que te levou a ter isso, busque uma reforma interior de pensamentos, atitudes e comportamentos. Conversar com pessoas que sofrem disso traz alívio.

      Curtida

      • Lilian eu já marquei aqui no hospital da minha cidade, viu começar novamente o tratamento! Vc falando, parece que escutei minha voz ressoar… Igualzinho o que eu sinto… Eu sofri e sofro muito preconceito por parte da minha família, eles acham que é frescura… Dessa vez eu estou me tratando só com ajuda do marido… Tenho uma filha de um ano e nove meses e percebi que desde quando ela nasceu, eu voltei a ter o sintomas devagar… Daí quando ela tava com 3meses meu irmão faleceu, os sintomas foram aumentando… Meu marido perdeu o emprego, eu senti que tudo desabou, ela veio com toda força e com todos esses sintomas que relatei… Eu estou muito triste, pois não sei mais o que fazer! Minha pequena precisa de mim boa, precisa da mãe dela e o meu marido da esposa! Obrigada Lilian!!

        Curtida

  8. Oi me chamo eliana tenho 41 ano meu coração palpita demais meu deus parece que vou infarta já fui ao médico faz tds os exames de coração não deu nada td normal aí fico muito nervosa e uma sensação horrível peço ajuda como posso lidar com essa situação porq fico triste me ajudam .

    Curtida

  9. oi gente,me chamo Gisele tenho 34 anos e tenho SP ja faz bastante tempo,mas de uns dias pra cá comecei a ter crises mais fortes.Estou bem e de repente vem a dor de barriga,mal estar,parece que vou desmaiar,uma queimação no pescoço que desce pelos braços e garganta,primeira vez fiquei muito apavorada achando que ia morrer,dor de cabeça,suor,pés gelados….enfim alguem mais sente estes mesmos sintomas,assim do nada,de repente?porque isso meu Deus

    Curtida

  10. Olá ja tormou exodus ja seis meses no inicio foi muito dificil pq pensei que osintomas dele nunca ir passa isso normal depois 15 dias comecar melhora tormou 15 mg estou mim sentido muito bem as vezes vem crise pânico aí lembro q não tenho nada aí passa nunca desista do seu tratamento isso é muito importante p Vc seguir sua vida ajuda todos familiares tbm muito importante. Bjos fica com Deus

    Curtida

    • Bom dia Juliana, me chamo Ana Cláudia, sou de PE, tenho 28 anos. Desde quando tinha sua idade comecei a frequentar cardiologistas, pois achava que tinha algo errado com meu coração, pelo fato de sentir bater as vezes rápido, as vezes devagar, as vezes com descompasso. Desenvolvi a Síndrome do pânico e eram socorrida quase todos os dias achando que ía infartar, com falta de ar, etc.

      Fui ao psiquiatra, e ao psicólogo, fiz tratamento com remédio e terapia e hj estou muiiiito melhor. As vezes sinto algum sintoma, no coração pior exemplo,mas esta semana voltei ao cardiologista, fizemos eco e esteira, deu tudo normal, graças a Deus. Perguntei a médica o pq desses sintomas no coração, já que está tudo normal. Ela disse que também tem essas coisas, e justificou dizendo que as mulheres são mais propensas por conta do nervosismo e stress, então essa sensação de sentir o coração bater, significa que somos sensíveis à isto.

      O que é que eu faço para desopilar: faço um check up, de coração, exames de sangue, pelo menos e se deu tudo bem, graças a Deus, eu tiro da mente.

      Vc é muito nova, se não bebe, nem fuma, os riscos são mínimos ou quase inexistente.

      Espero ter ajudado em algo.

      Email: anac.adm@gmail.com

      Curtida

  11. Eu tenho este pânico depressão desde 15 anos, estou com 32 hoje, agora por último estou tomando queopine e lamitor foi o que me ajudou mais e tbm tomo qdo vem a crise que meu coração dispara aí tomo arpraz para acalmar, se não fosse ele não sabia o que fazer, já fui várias vezes no cardiologista não da nada neuro tbm n da nada. Hoje estou sentindo coração bater forte fico doido pensando q estou infartando são tantas paranóias q acho q estou ficando doido, DOI o peito as costa qto mais paro para reparar o q estou sentindoais mal eu passo. Já era p ter me acostumado com isso mas não e fácil, estou indo p IGREJA está ajudando ver palestras religiosa tbm me ajuda. Alguém tbm sente coração bater forte?/ ajude me!!

    Curtida

  12. Boa tarde. Estou no sexto dia tomando exodus.Mas sinto dor nas costas, no peito, falta de ar….começo a entrar em paranoia. Ja fui no cardiologia fiz eletro e nada.
    Estou com medo. Parece que isso nunca vai passar. O cardiologista passou tandrilax para relaxar meus músculos. Estou com medo, na bula do exodus tem várias restrições como o diclofenaco de sódio que tem no relaxante muscular. Estou péssima, só me vem pensamentos negativos. Eu ando cochilando durante o dia e quando acordo meu coração parece que vai sair pela boca.Muitas vezes quero respirar fundo encher os pulmões e não consigo. ..ai ja acho que estou tendo uma embolia.
    Fora as pontadas no peito. Estou pirando…quando acho que estou melhor pior eu fico. Já vou para terceira consulta com a psicólogaapsicólogas sinceramente nem eu sei o que desencadeou isso.
    Não desejo isso a ninguém.
    Queria um médico 24hs por dia para me dizer o que tenho a cada sintoma que aparece. Preciso de ajuda.

    Curtida

    • Muita calma nessa hora! Parece que isso nunca vai acabar, mas acaba sim,pode ter certeza. Eu estou falando isso porque em 2.012, sofri na própria pele os horrores desse mal.Fiquei uns 6 meses sem dormir, quase 1 ano sem comer direito ,porque ficava com a boca seca e não tinha fome,um mal estar insuportável,como se estivesse à beira da morte. Fui há vários psicólogos e não me identificava com nenhum.Nunca quis tomar remédios controlados. Cheguei a ir a um psiquiatra e acredite, após a anamnese,ele disse que não iria me receitar nada controlado porque eu estava somente estressada.Tudo começou comuma anestesia mal aplicada por um dentista que me deixou coma boca adormecida por 2 meses. Indagado o sujeito após 3 dias da aplicação,para descobrir a causa, ele disse que se ficasse daquele jeito eu me acostumaria e ainda inventou que eu tinha um tumor no dente.Eu fui pirando,pirando, e não contava nada a ninguém. Após uns 2 meses tudo voltou ao normal, o tal tumor nunca existiu;porém passado um tempinho veio o maldito pânico.Vou te dizer que quando eu me lembro do que passei ,até hoje choro, estou chorando agora , eu nunca sentí nada pior.Porém descobri uma psicóloga que me receitou somente remédios fitoterápicos e homeopáticos e aos poucos ,com a ajuda de pessoas queridas e amigos fui voltando ao normal. Isso é só um resumo da história, mas fique tranquila que passa, que Deus te ajude a superar essa fase,por que realmente é horrível

      Curtida

  13. olá,sinto muita falta de ar, e as vezes vem com umas dores diferentes…a última é umas fisgadas nas pernas…tipos beliscoes, o nervosismo aumenta e a falta de ar também! será que estou com síndrome do pânico?!
    ou essas minhas dores tem algum fundamento??? pq sempre que vou num médico eles me passam rivotril e diaseipam…

    Curtida

  14. Desde o dia, 1de janeiro minha pressão começou a subir se. O sem para o pico de17,8e eu passando em posto do sus e um médico mim deu um remédio para pressão e não baixou,,, 5dias tomando catapultou e mesmo assim não baixo no 5 dia ele mim deu calmante um outro tipo de remédio fiquei toma do dois e um calmante junto aí abaixou jogo de tenho médico no final do mês no posto do sus e agora eu para ou não.

    Curtida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s