Grupo de Auto-Ajuda

  Após varias crises, e ir e vir de hospitais, uma cardiologista disse para minha esposa que ela tinha a Síndrome do Pânico, ou Transtorno do Pânico, depois dessa noticia, após muita luta e medo, ela começou o tratamento, e logo procuramos um grupo de ajuda aqui em Uberlândia, e não encontramos.

  Era difícil imaginar uma cidade com mais de 500.000 habitantes, e não ter um grupo de ajuda aos portadores, e se houvesse muitos outros como ela a procura de ajuda? Então com um pouco de receio, e sem muita experiência no assunto, demos inicio ao grupo.

  Em Novembro de 2004, o Uberpan começou sua atividades em Uberlândia, e para nossa surpresa, muitas pessoas compareceram, a maioria com a Síndrome do Pânico, pessoas de 12 a 85 anos, alguns que sofrem a 10 anos, e outros a poucos meses, muitos deles somente descobriram o que tinham depois que eu e minha esposa, começamos a divulgar a doença, através dos meios de comunicação, mas não é difícil encontrar um portador, ou alguém que conheça um, basta falar sobre os sintomas com alguém, que logo esta pessoa se lembrara do caso de um amigo, parente ou conhecido que já passou ou esta passando por este transtorno. O problema é que muitos não falam mais sobre o problema, pois ate mesmo a família em muitos casos duvida, acham que e frescura, é a falta de emprego, falta de afeto e tantas outras coisas, mas somente quem tem sabe o que é ter uma crise.

  É por este e tantos outro motivos que nós estamos trabalhando para tentar informar e ajudar a quem sofre deste mal. 

  As reuniões acontecem no último Domingo de cada mês.

UBERPAN – Grupo de Apoio aos Portadores do Transtorno do Pânico de Uberlândia (34) 3255-5848 / 98854-5689(Ctbc)   André ou Eliana  

1.390 comentários

  1. Olá, meu nome é Sabrina, tenho 25 anos e tive SP aos 14 anos. Tudo começou quando um vizinho meu faleceu! Depois de +/- uma semana a tortura começou… Do nada comecei com formigamento nas mãos e no rosto, falta de ar e um terrível medo de morrer. A partir dai, as crises se repetiam todos os dias e sempre a noite. Começava a escurecer e eu já sabia que em pouco tempo, minha mãe teria que correr comigo para o pronto socorro. Tinha medo de ficar sozinha, medo de dormir, era horrível! Comecei a fazer tratamento com uma psicóloga, mais sem sucesso. Procurei então por um psiquiatra que me ajudou muito, comecei a fazer o uso de medicamento que foi melhorando aos poucos meu quadro, até que por fim graças a Deus os sintomas sumiram, não passei mais em médico e abandonei o medicamento! Fiz tratamento por uns dois anos…
    Depois de 10 anos, o pai do meu noivo sofreu um infarto, e os sintomas voltaram. Fiquei muito triste, pois achei que já estava livre de todo aquele sofrimento! Dessa vez, não sinto os sintomas como antes, todos os dias… Agora, percebi que só tenho crise quando acontece algo com algum conhecido, ou quando fico anciosa por algum motivo. As sensações são quase as mesmas, tremores nas pernas, formigamentos nos braços, mãos, pernas e rosto, coração acelerado, os nervos das mãos dão uma endurecida, a lingua meio boba, um medo imenso, é horrivel … Só a falta de ar que não da mais.
    Agora procurei o SUS para me encaminhar para tratamento de novo para que não piore e as freqüências de crises aumentem!!!
    Mais com fé em Deus tudo dara certo…
    Temos que colocar em nossa cabeça que não nascemos com isso, sendo assim, não devemos aceitar continuar com isso!!! Estimo melhoras a nós todos, pois somente quem tem ou teve, entende o que passamos…
    Meu zap é (14)99702-5771, caso alguém queira conversar…
    Bjos…!!!

    Curtir

  2. Oi , meu nome é Leo , tenho 19 anos , e sou portador da sindrome do pânico a um bom tempo , passei por algumas situações desagradaveis , tomei muito remédio , tentei me matar com remédio , sofri um inferno enorme , mas sobrevivi . Eu tenho muitas pessoas que me amam muito ainda e que tentam me ajudar de todas as formas quando eu tenho uma crise e sou muito muito grato a elas , mas eu ainda tenho muito medo quando sinto alguma dor ,ou quando eu me lembro do sentimento e da falta de ar , eu preciso de ajuda , de mais ajuda . Não tomo mais remédios porque acho muito arriscado , também não tenho muito tempo ou dinheiro para ir a terapia , eu só queria conversar com alguém que não fosse só um psicologo procurando dinheiro ou cobaia pra estudo . Meu numero é : 31 992387109 , tentei entrar em alguns grupos daqui mas não sei pq não consegui entrar em contato então se souberem de algum , por favor e obrigado

    Curtir

  3. Olá gente sou Alessander Flores. ..criei um grupo para nós! Que sofremos com síndrome do pânico! Já tem bastante gente! Para nós trocarmos experiência, ajudar , ser ajudado,enfim….para as pessoas que sofrem com os nossos pesadelos também. ..Vc também é bem vindo!!!! Vamos nos unir e dar forças um ao outro…Whatsapp 65 99729770

    Curtir

  4. Se um dia alguém precisar de um amigo pra conversar;sei o quanto isso faz bem,mas o que poucos sabem é que isso não bem apenas pra quem desabafa,mas também pra quem ouve.Quem me ver caminhando pela rua não sabe como anda meu coração.Tenho 25 anos,3 filhos,um emprego,casa própria, separada…,uma vida de longe perfeita,mas quando a solidão bate na sua porta é quase como um vendaval em dias de chuva.Perdi meu pai muito cedo e tive que aprender a me defender .De repente todas essas perdas pesaram e hoje me sinto um ser vazio e solitário; estou passando por um momento em que desabafar com alguém seria muito bom.Logo eu que sempre fui o porto seguro de todo mundo.Logo eu que sempre ajudei todo mundo a sair de crises emocionais às vezes tenho vontade de gritar mas minha auto reserva não me permite.Se algum dia alguém se prender por um momento nessa história só pesso que olhem para o próximo com mais atenção, pois às vezes quem menos aparenta é na realidade quem mais precisa da nossa ajuda(ou simplesmente que nos escute e diga:Eu sempre estarei aqui).

    Curtir

  5. Pessoal, se for possível, gostaria que elaborassem uma pesquisa com os portadores de Síndrome do Pânico se eles foram amamentados quando bebês? No leite materno há muitas substâncias que são indispensáveis ao corpo humano, como a FOSFOETANOLAMINA, objeto de pesquisas em doenças como alzheimer, isquemia, epilepsia e câncer (fonte Wikipedia). Quem sabe conseguimos decifrar uma causa da doença que está cada dia mais comum.

    Curtir

  6. Tive síndrome do pânico a mais ou menos três anos consegui me reerguer, mais agora estou vendo a sena se repetindo com meu irmão, nao pensei q isso pudesse acontece, mas sim aconteceu ela voltou na minha família mais uma vez, eu quero ajudar a ele mas tenho medo de começar a sentir tudo de novo, por favor preciso de ajuda

    Curtir

  7. Sou Terapeuta TFT (-Nível Algorítimo) Terapia do CAmpo do Pensamento) no qual atua diretamente sob as emoções e suas perturbações. Tive por mais de 20 anos Sindrome do Panico, busquei diversos recursos e terapias, além dos incontáveis remédios que faziam apenas remediar. Hoje ajudo quem está a procura de mudar a história de sua vida, pois sei o quanto é difícil ter sua dignidade, liberdade sendo escravo e se limitando a cada dia. Caso tenham interesse meu What up 11 9 9740 5420

    Curtir

  8. Olá pessoal preciso conversar com pessoas que estão passando ou já passaram pela síndrome de pânico já não tenho mais qualidade de vida sofro muito medo da perda de um familiar vivo achando doença em mim e meus familiares preciso de ajuda se puderem me ajudar passo meu whatsapp obrigado.

    Curtir

  9. Boa tarde. Gostaria de um valiosa indicação. Tenho um irmão que sofre com crise de síndrome do panico. E buscando ajudá-lo a lidar com esta questão e minimizar o seu sofrido, peço a vocês a indicação de um grupo de apoio na cidade de São Paulo. Entendo que pode ser valioso à ele.

    Curtir

  10. Boa tarde…
    Nem sei como começar, so sei que cada dia que passa esta mais dificil conviver com esse problema. Que não sei de onde veio e nem como começou, so sei que minha vida nao tem mais sentido tenho medo de tudo nao tenho vontade de nada ja pensei em me matar. Sou casa tenho uma filha de quatro anos que precisa de mim mais nao consigo nem cuidar dela.
    Fui varias vezes ao PS achando que estava tendo um infarto ou um avc mais fazia todos os tipos de exame e nao dava nada nunca deu nada. Ate que de uns seis meses pra ca venho sofrendo muito com dor de cabeça, estou fazendo tratamento de enxaqueca ate que um dia em uma consulta eu so chorava ai.meu neuro me encaminhou pro psicologo, fui em uma so e ela ja me encaminhou pro psiquiatra. Estou aguardando a cobsulta, mais meus diasno estao sendo faceis.

    Curtir

Os comentários estão desativados.